Nutrição para gestantes – o que pode ou não comer?

Mulheres grávidas costumam receber várias dicas nutricionais, porém, é importante se atentar ao fato de que, uma dieta demasiadamente restrita pode ser mais prejudicial do que benéfica. Afinal, o bebê necessita de todos nutrientes importantes para seu desenvolvimento, por isso, a nutrição para gestantes deve ser focada o máximo possível em qualidade e diversificação dos alimentos. Veremos algumas dicas de alimentação.

Frutas e Legumes

Tanto as frutas quanto os legumes são responsáveis por fornecer vitaminas, sais minerais, antioxidantes e fibras essenciais para a saúde da gestante e do bebê.

O indicado é que as grávidas não ingiram saladas prontas pré-cortadas e enlatadas. Alimentos desse tipo podem estar contaminados com germes e afetar o bebê. Caso for ingeri-los crus, tome o cuidado de lavá-los.

Carne e peixe

Contém nutrientes essenciais para as gestantes, como o ferro e iodo. O recomendado é consumi-los bem cozidos, pois, esses alimentos podem conter germes perigosos; e uma vez contaminados podem provocar desconfortos, contrações e até mesmo aborto.

Leite e seus derivados

O leite é um alimento importante para nutrir a gestante e ajudar na formação dos dentes e ossos do bebê devido sua riqueza em cálcio. Além do leite e seus derivados, outros alimentos também podem ser consumidos como fonte de cálcio, como: soja, brócolis, feijão e couve.

Ovos

O ovo é uma ótima fonte de nutrição para gestantes. Ricos em vitaminas A, D, E e B12, é também uma ótima fonte de proteínas que são cruciais para produção de células do bebê.

Além disso, os ovos possuem quantidades significativas de colina, nutriente fundamental para a função cerebral. Foi constatado que as mulheres com níveis baixos de colina em seu organismo têm 4 vezes mais chances de terem bebês com algum tipo de anormalidade do tubo neural.

Há também no mercado a opção do ovo enriquecido de ômega 3. Essa gordura é essencial para a formação do cérebro e olhos saudáveis da criança.

A única restrição quanto aos ovos é nunca consumi-los crus. Sempre cozinhe-os por pelo menos 8 minutos para garantir a eliminação de salmonela, uma perigosa bactéria encontrada em ovos que pode causar problemas para os bebês, inclusive aborto.

Água

A mulher é exposta a muitas mudanças fisiológicas que afetam aspectos do seu corpo. Uma das mais conhecidas é o aumento do volume de sangue que pode chegar até 1,5L. Por isso, é muito importante que a gestante tenha atenção redobrada em relação ao consumo de água para que não fique desidratada.

O consumo adequado de água também ajuda prevenir infecções urinárias, constipação e cálculo renal.

Alimentos que devem ser evitados na gravidez

Ter uma noção dos alimentos que não devem ser consumidos é tão importante quanto àqueles que devem fazer parte da dieta das gestantes. Portanto, atente-se também para alimentação que deve ser proibida ou diminuída da dieta.

Sushi

Por conter peixe cru, o sushi não é um alimento recomendado para mulheres grávidas. Peixes crus podem conter bactérias prejudiciais à saúde tanto da mamãe quanto do bebê, portanto, evite-os!

Maca Peruana

Apesar de ser conhecida como um suplemento que contribuem para a fertilidade, a maca peruana dos andes deve ser evitada durante a gestação por precaução de possíveis efeitos colaterais.

Alcaçuz

Embora essa planta apresente vários benefícios para saúde, durante a gravidez não é recomendado o seu consumo, já que pode ocasionar efeitos negativos para o bebê e a gestante.

Café

Além de ser um estimulante que age no sistema nervoso central, a cafeína em grande quantidade pode levar ao aborto espontâneo ou nascimento prematuro.

Não é necessário a grávida se abdicar totalmente do café, porém, é recomendado que consuma doses bem pequenas. É importante frisar que a cafeína não é encontrada somente no café. Ela está presente também em vários tipos de chás, refrigerantes, chocolates e em alguns medicamentos.

Importante: essas foram algumas dicas de nutrição para gestantes; lembre-se que, somente um médico, nutricionista ou profissional de saúde especializado podem diagnosticar e recomendar remédios e alimentos com precisão de acordo com cada caso.

Comments (0)
Add Comment