Take a fresh look at your lifestyle.

Morre a lenda Karl Lagerfeld

morre a lenda karl lagerfeld 5dda50cf45d30 - Morre a lenda Karl Lagerfeld
“Elegância é uma atitude”, diz o renomado estilista Karl Lagerfeld em publicação compartilhada no Instagram (foto: Instagram/karllagerfeld/Reprodução)

O mundo da alta costura está de luto: morreu nesta terça, dia 19 de fevereiro, o estilista, designer e fotógrafo alemão Karl Lagerfeld. Ele estava com 83 anos e, segundo informações divulgadas pelo jornal francês Le Figaro, as causas da morte ainda não foram reveladas.

Filho de um empresário alemão e de uma vendedora de lingerie de Berlim, na Alemanha, ele abandonou os arredores de Hamburgo, sua cidade natal, para se mudar para Paris quando ainda era adolescente, para concluir o ensino médio no Lycée Montaigne. Desde então, a capital francesa se tornou seu porto seguro.

Ainda na juventude, Karl Lagerfeld vira assistente do designer Pierre Balmain, com quem aprende o know-how que vai usar por toda a bem sucedida carreira. Estudante na Câmara da União de Alta Costura de Paris, ele conhece o futuro estilista Yves Saint Laurent, com quem faz amizade. Mas o ano de 1954 acaba causando intriga entre os jovens talentos. Nessa data, os dois ganham o primeiro lugar no Concurso Internacional de Wool Secretariat – Yves com um vestido e Karl com um casaco. Surge então uma rivalidade que durará nada menos que 44 anos, passando do afeto à amargura, quando o companheiro de Karl, o dândi (cavalheiro com bom gosto) Jacques de Bascher, se torna amante de Saint Laurent.

Em 1962, Lagerfeld deixa Pierre Balmain para se juntar à casa de Jean Patou. Mas foi em 1964 que ele conseguiu o primeiro emprego importante de sua carreira ao entrar na Chloé com Gaby Aghion, fundador da renomada maison parisiense. Ele vira um grande nome da criação, com os míticos vestidos nus inspirados nos estudantes do Quartier Latin de Paris, bairro que costumava frequentar. Mas é especialmente na Chanel que Karl se revela como o mais cobiçado diretor artístico.

Em 1982, quando a marca fundada por Coco Chanel está à beira da falência, Lagerfeld foi nomeado diretor artístico da maison. Com uma energia colossal, ele assinou mais de uma dúzia de coleções por ano para a casa da rua Cambon, mas também para a grife italiana Fendi e a marca que leva seu próprio nome. Movendo-se facilmente de uma estética para outra, ele reinventa a pele para a marca italiana e reforça o DNA da Chanel.

Mais que um diretor artístico, Karl era uma estrela. E o mais reconhecível de todos os criadores, graças à sua assinatura: cabelos brancos com rabo de cavalo, óculos escuros rosqueados no nariz, colarinho alto engomado e casaco justo. Além disso, o “kaiser” da moda não desgrudava de seu gato Choupette e de sua câmera fotográfica.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.