Beleza. Dietas, Moda, Saúde e Bem-estar.

9 maneiras de aumentar a resiliência

Todos podemos aprender bons hábitos que nos tornam mais resilientes, explica o Dr. Mel Wynne-Jones

0

Se estamos sofrendo de estresse, sobrecarga de problemas ou um problema de saúde mental de curto ou longo prazo, podemos nos sentir como se travássemos uma luta árdua apenas para passar o dia. Mas a resiliência – a capacidade de aprender a gerenciar nossa resposta – pode nos ajudar a lidar, recuperar o controle, melhorar nosso humor e nos fazer sentir mais positivos.

Dr. Roze clinic

O que nos impede de ser resilientes?

Alguns de nós são naturalmente otimistas e/ou crescem com modelos e mensagens importantes. É importante ouvir que “Se no início se você não tiver sucesso, tente, tente, tente novamente“. Os relacionamentos de suporte e a aprendizagem derivadas das experiências também podem nos ajudar a criar resiliência.

Mas poucos de nós passam a vida sem contratempos e desapontamentos, como o falecimento, abuso ou bullying quando criança ou até mesmo adulto, falta de dinheiro, falta de trabalho ou problemas de relacionamentos, problemas de saúde mental ou má sorte.

Compreensivelmente, podemos nos tornar pensadores negativos, nos culpar, acreditar que somos inúteis ou desamparados, ou nos retirarmos da vida, tornando-nos ansiosos e / ou deprimidos.

Podemos tentar fingir que tudo está bem, ou estar sempre mal-humorados, tornando-se uma pessoa “difícil” sem querer aceitar o apoio ou encorajamento dos outros.

Podemos danificar as relações com nossos entes queridos ou colegas, transformar-nos em um alcoólatra ou até mesmo nos auto-ferir, ou até sentir vontade de desistir. Todas essas reações e baixo humor, são sinais de que precisamos procurar ajuda profissional: primeiramente um psiquiatra e depois acompanhamento psicológico.

Tornando-se mais resiliente

Podemos começar lembrando que ninguém tem uma vida perfeita (apesar do que eles postam no Facebook ou Instagram!), E não é realista esperar uma. O sentimento de pena por nós mesmos até pode ser justificado, mas pensamentos como “Por que isso sempre acontece comigo?” Ou “Não há solução para esse problema” não nos ajudará.

Tente monitorar seu “diálogo interno” – como você reage – e veja se você pode mudá-lo. Por exemplo, se você tende a ficar angustiado ou com raiva, toma decisões instantâneas, desastrosas ou tende a culpar-se sempre quando algo dá errado, tente acalmar-se e analise a situação de forma objetiva.

Elabore uma lista de todas as possíveis explicações ou soluções que você pode pensar, mesmo que pareçam ridículas ou impraticáveis, e todos os seus prós e contras. Mesmo que não haja solução perfeita, você saberá que fez o máximo que pôde para que as coisas funcionassem ou melhorassem.

Se isso parecer difícil, pode valer a pena perguntar a alguém que você confia e obter ajuda com este processo, e se suas próprias “regras” e expectativas parecem ser obstáculos, considere modificá-las.

Kroger Feedback Weekly Ads to win free Weekly Offers

Mas se você ainda se sente sobrecarregado ou impotente, é necessário procurar um profissional de terapia como a TCC (Terapia Comportamental Cognitiva), que se concentra em atuar em nossos pensamentos e atitudes entre a forma como nos sentimos e reagimos. Outras opções seria procurar praticar Mindfullnes- atenção plena, meditação e outras maneiras de se sentir psicologicamente mais forte.

9 maneiras de aumentar a resiliência

1. Faça uma lista dos aspectos positivos que tem em sua vida, como pessoas com quem você pode confiar ou se divertir, coisas que você faz bem para os outros, ou pessoas que fazem bem para você.

2. Procure ver sempre o positivo – anote três coisas positivas que tenham acontecido no final de cada dia e comemore seus sucessos, por mais pequenos que sejam.

3. Quando algo negativo acontece, lembre-se que é apenas temporário: “Isso, também, deve passar”.

4. Aprenda com seus erros (ou melhor, com os erros de outras pessoas!). Sabe aquela máxima de que quando acontece com o vizinho a gente tem que ficar esperto? Isso vale para toda nossa vida!

5. Não se responsabilize por coisas fora do seu controle e perdoe-se por aquelas que estão dentro dele (Lembre-se de que errar é humano!).

6 . Seja flexível e aberto a sugestões – pense ‘Sim e …’, não ‘Sim, mas …’.

7. Escolha seus amigos e colegas com cuidado – que sejam confiáveis, sensatos e sinceros e dispostos a dizer suas verdades, mas gentilmente.

8 . Cuide de si mesmo – coma uma dieta saudável, faça exercícios regularmente e gaste tempo fazendo coisas que você gosta, sem se sentir culpado.

9. Distanciar-se de pessoas que habitualmente se queixam, criticam ou provocam problemas.

Equipe Beleza da Mulher – traduzido daqui

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.